Papo de roda – Selvageria

A fiscal multou duas vezes o motorista, a segunda por desacato a autoridade. Ele reagiu chutando o carro dela

 

O excelente filme argentino “Relatos Selvagens” é dividido em cinco quadros, todos relatando cenas do cotidiano. O foco é sempre um problema de relacionamento que termina em tragédia. Ou selvageria.

 

Três dos cinco quadros envolvem automóveis no roteiro. Num deles, o motorista alcoolizado provoca um grave acidente e foge. O pai milionário tenta  livrar o filho das consequências. Num outro, o que vai ao volante de um carro que se arrasta na estrada tenta evitar a qualquer custo que um Audi o ultrapasse, irritando seu motorista. Que acabam se engalfinhando. Num terceiro, o engenheiro de uma firma de demolições se altera quando seu automóvel é rebocado de um local onde não está claro ser proibido o estacionamento. É obrigado a pagar reboque e multa sem poder sequer apresentar sua defesa. E se defende do seu jeito…

 

São cenas rotineiras que acontecem diariamente em qualquer país, e que, por dá cá um tostão, terminam em tragédia. Ou quase. Basta abrir o jornal para ler a notícia de que um motorista baleou o outro pois foi “fechado” na rua ou na estrada. Os carros nem se encostaram, mas a manobra virou pé de briga, discussão e tiro. Ou parou no estacionamento do prédio prejudicando a vaga do vizinho. E tome bala depois de acalorada discussão.

 

O quadro do engenheiro é tão real que me fez lembrar um episódio que envolveu um motorista com formação universitária, bom nível cultural e que teve o carro multado por uma agente de trânsito. Ele ainda chegou a tempo de encontrá-la e questionou a multa. Ela não lhe deu muita atenção nem satisfação. Ele a xingou. Ela voltou a multá-lo, desta vez por desacato a autoridade. Ele reagiu com bem aplicados pontapés no carro da empresa de trânsito. Que o  processou judicialmente. Por enquanto, ele leva a melhor na Justiça.

 

O que leva um cidadão responsável, de boa formação, culto, pai de família e de vida regrada a se tornar um bicho atrás do volante e jogar no lixo todas as noções de gentileza, cortesia e boa educação?

 

Começa com  “a culpa é daquele efedepê” e continua com ”eu não levo desaforo para casa”. Estas e outras frases prontas do gênero justificam as mais refinadas selvagerias. Até (eu já presenciei) de homem contra mulher ao volante.

 

Mas tem outra frase, uma sábia regrinha que, adotada, resolveria estas questões e pacificaria o mundo. Diz que não será o comportamento do outro que vai pautar o meu próprio. Se o motorista do outro carro é um “asno volante”, não serei eu a me comportar como ele, nem deixarei de lado meus princípios de educação, gentileza e cortesia. Mais prático, simples e barato que a outra opção: duas gotinhas de Rivotril antes de sair de casa…

 

Obituário: Depois de 12 anos de produção nacional Mitsubishi TR4 se despede do mercado

A Mitsubishi optou por descontinuar o SUV TR4 e modelo só será produzido até o fim deste mês após 12 anos de fabricação. O SUV que teve 100 mil unidades vendidas no Brasil começou a […]

Compartilhamento de carros elétricos chega ao Brasil

Toyota Prius é um dos carros movidos à eletricidade no País Divulgação Após compartilhar bicicletas, as cidades brasileiras dão o primeiro passo para fazer o mesmo com os carros. Esta semana começou a funcionar, em Recife, o primeiro sistema de compartilhamento de veículos elétricos (car sharing) do País. O modelo de negócio, implantado nos Estados … Continue reading

Carros com design criativo

Comprar carros com design criativo é algo que nem sempre é simples. Isso porque esse estilo diferenciado não se encontra direto de fábrica em muitos casos. Para isso, é necessário saber procurar profissionais especializados em cuidar da estética do veículo e assim, transformá-lo em algo com design criativo. Profissionais se especializam em mudar a funilaria … Continue reading

Leitor flagra Peugeot 2008 em Itatiaia (RJ)

Previsto para ser lançado até março de 2015 o Peugeot 2008 segue em testes de rodagem pelas estradas do Rio como mostra o flagra do leitor DadoBrother. O SUV é a grande aposta da marca […]